terça-feira, 17 de maio de 2016

Colete Cobra - DIY (Equipamento de Auxílio à flutuação)


            Equipamentos de auxílio à flutuação (EAF) têm como principal objetivo permitir uma flutuabilidade mínima que garanta sua segurança durante uma atividade náutica. Esse tipo de equipamento é indicado apenas para águas calmas e abrigadas que não exijam equipamentos de salvatagem homologados pela Marinha do Brasil.


             São ótimos para atividade de recreação de final de semana como pescarias ou passeios de caiaques e canoas ou um simples mergulho com snorkel. Entretanto, não é um equipamento salva-vidas e só deve ser utilizado por pessoas que saibam nadar ou pessoas acompanhadas de bons nadadores.

             Esse equipamento ajuda na flutuação proporcionando maior segurança. Você gastará muito menos energia nadando fazendo pequenas pausas para descanso enquanto você se desloca. Além disso, você evitará riscos como arranhões e batidas em rochas e objetos que possam estar depositados no leito de um corpo d'água caso você venha a cair acidentalmente de sua embarcação.


              Esse modelo de EAF - DIY eu batizei de “Colete-Cobra”. Ele tem boa flutuabilidade podendo suportar até 150Kg (com um espaguete). Ele permite grande mobilidade dos braços sendo possível fazer um bom deslocamento nadando sem riscos de assaduras. E para melhorar ele não custou nem R$ 10,00 reais.


Lista de material necessário:
1) Um espaguete de flutuação - Polietileno expandido (custa de 5 a 7 reais no comércio em SP). Você poderá fazer um duplo espaguete. Isso aumentará muito a flutuabilidade mas você perderá um pouco de mobilidade. Basta refazer esse projeto com sua criatividade.

2) Um pedaço de tecido de sua escolha. Eu optei por um tecido camuflado de brim (posteriormente impermeabilizado). Mas você pode utilizar outro tecido como Rip Stop, tecidos sintético impermeáveis, pernas de uma calça jeans. Use sua criatividade.

3) Linha de sapateiro, para couro, ou outra linha similar que tenha bastante resistência como linha de pesca.

4) Agulha de costura

5) Tiras, fivelas e presilhas plástica. Eu reutilizei tudo de uma mochila velha. O importante é que presilhas e fivelas sejam lisas e sem arestas ou pontas que possam causar alguma injúria para você ou para o seu equipamento.


Obs.: Eu costurei tudo a mão. Mas uma ajudinha de uma máquina de costurar vai bem ;)
Baita abraço!
Cadu

Material: espaguete, tecido, linha e restos de uma mochila
Colete pronto
Vista frontal
Vista lateral
Vista das costas
Detalhe da presilha do pescoço 
Detalhe do apito
Detalhe da costura




Teste do Colete Cobra